GRANDE MIX DE PRODUTOS
25 July, 2018

Eehh Goiânia!!

Nossa querida Goiânia é ainda uma menina: com pouco mais de 80 anos de vida, Goiânia, é, no entanto, uma das cidades brasileiras de maior relevância no país. Nossa cidade já conquistou títulos nacionais de dar inveja a qualquer capital: maior concentração de área verde do país, uma das 10 melhores cidades do Brasil e uma das 10 capitais mais desenvolvidas do Brasil – é muita coisa boa pra se orgulhar e comemorar.

Veja aqui algumas curiosidades sobre essa belíssima cidade:

1. Goiânia era para se chamar PETRÔNIA – Em outubro de 1933, o jornal O Social da Cidade de Goiás lançou o concurso “Como se deve chamar a Nova Capital?”, recebendo sugestões e votos de nomes para batizar Goiânia. A primeira sugestão de nome (e a vencedora) veio de Léo Lynce, intelectual goiano de Pires do Rio: para ele, a nova capital deveria se chamar “Petrônia”, em homenagem a Pedro Ludovico, fundador da cidade; aos imperadores do Brasil Dom Pedro I e Dom Pedro II; e a Pedro, discípulo de Jesus e fundador da Igreja Católica.

2. Goiânia é o munícipio brasileiro com maior área verde por habitante;

3. Goiânia já teve trem de passageiros: a Antiga Estação Ferroviária de Goiânia, localizada na Praça do Trabalhador, recebeu trens de carga e de passageiros até 1980, quando o pátio ferroviário de Goiânia foi transferido para Senador Canedo devido à ampliação da Avenida Goiás e a construção da nova rodoviária da capital.

4. A maior feira ao ar livre da América Latina: a Feira Hippie, que acontece todos os domingos na Praça do Trabalhador, reúne mais de 6 mil barraquinhas.

7. Em Goiânia se encontra um dos acervos mais importantes do Art Déco: Construídos nas décadas de 40 e 50, vários prédios e monumentos públicos no estilo Art Déco foram tombados pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) como patrimônio nacional por sua relevância histórica e arquitetônica, mas, infelizmente, muitos sofrem com o abandono e o descuido por parte do poder público, com a ação de vândalos e a falta de segurança.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *